Imagem capa - Sonhos de Afrodite - Fazendo um ensaio temático na natureza por gilson lorenti
Fotografia

Sonhos de Afrodite - Fazendo um ensaio temático na natureza

Olá, pessoas, tudo bem? Aqui é Gilson Lorenti, fotógrafo, falando com vocês direto das terras geladas de Presidente Prudente, no interior de São Paulo, e hoje eu vou falar um pouco sobre um ensaio fotográfico que me deixou muito animado e para também contar como é a logística e a preparação para vocês sair do conforto do seu estúdio e fotografar ao ar livre. Para quem não conhece meu trabalho (é só dar uma olhada aqui na aba de Trabalhos), eu trabalho apenas com ensaios femininos em suas mais variadas vertentes. Os ensaios mais vendidos são os sensuais, mas de vez em quando consigo emplacar um nu artístico, como nesse caso.


A ideia era fotografar na natureza, usando apenas um tecido branco semi-transparente como adereço da modelo. A vítima, digo, modelo, foi a Gabriela Cano, artista, atriz e artesã aqui de Presidente Prudente. Ela já havia fotografado comigo e essa ideia de algo mais ousado estava no forno já há algum tempo. O uso apenas do tecido branco, aliado ao local das fotos e a tonalidade de pele da modelo, claro que levariam como referência básica as estátuas gregas, as deusas gregas, ou até as ninfas da floresta. Referências que muito me agradam e são muito presentes em meu trabalho. 


O primeiro passo de qualquer projeto é montar ele em sua cabeça. Quem fez faculdade e já teve que montar um projeto de monografia de conclusão de curso sabe do que estou falando. Pode ter sido um trauma para você ter que escrever uma monografia, mas o processo de planejamento é o mesmo. Você tem um tema, um objetivo, uma metodologia e até uma justificativa. A conclusão é a finalização do trabalho. Dentro do meu planejamento, eu precisava de um local de mata fechada, bem parecido com uma floresta mesmo. Aqui na região, com muitos remanescentes de Mata Atlântica de Interior seria até fácil. Mas, sempre pense nos imprevistos. Eu tinha três locais, relativamente próximos um do outro para fotografar. Se o primeiro der problema (como realmente aconteceu), você pode partir para o segundo ou terceiro. Um bom conselho para você que vai fotografar em meio à mata fechada é sempre ter repelente de insetos para passar no corpo da modelo. Mesmo no inverno a quantidade de insetos, entre eles muitos pernilongos, é muito grande.


Depois do local escolhido, o mais indicado é determinar o horário em que as fotos serão realizadas. Eu preferi o período da tarde, pois o por do sol seria totalmente favorável ao local e tipo de foto que estava planejando. Por fim, o equipamento. Você que está lendo essas palavras pode achar estranho, mas eu só tenho câmeras velhas aqui. Sim, equipamentos com mais de 10 anos de idade. Como só fotografo ensaios, então a durabilidade do equipamento é alta e eu uso uma câmera até ela derreter. Para esse ensaio levei a bolsa com duas Canon 7D e duas Canon 50D. Junto levei as lentes 50mm f/1,8, 85mm f/1,8, 24mm f/2,8 e a 60mm f/2,8 Macro. Qualquer tipo de situação eu consigo resolver com essas 4 lentes. Como o local tenha um espaço considerável, consegui fazer todas as fotos com a 60mm f/2,8. É uma lente relativamente barata e com uma nitidez muito legal. Uma boa lente para retratos. 


Uma característica interessante é que não usei flash nesse ensaio. Gosto muito da luz do flash para controlar contraste na imagem e dar um diferencial na imagem, mas aqui a intenção era um baixo contraste na maior parte das imagens. Então, foi mantida uma velocidade constante de 1/200 no obturador, ISO variando entre 400 e 800 (dentro da floresta tem pouca luz) e diafragma fixo em f/2,8 em todas as imagens para ter perda de profundidade de campo no fundo da imagem. 


No final, confiar na desenvoltura da modelo e sempre conversar muito com ela. É muito importante para a confiança entre fotógrafo e modelo você sempre explicar o que está fazendo, o motivo de pedir tal pose, ou até quando for mudar configurações da câmera. Passa a impressão de que você sabe o que está fazendo. E aproveito para parabenizar a Gabriela Cano por enfrentar o seu primeiro ensaio fotográfico de nu artístico e todo seu profissionalismo.


A edição das imagens levou em conta a filosofia da fotografia orgânica. Ou seja, nenhuma modificação na textura ou pele da modelo. Aqui temos ajustes de nitidez, saturação, contraste e correções pontuais de iluminação. Nada que altere extremamente o arquivo ou o efeito normal da luz no momento. Todas as fotos foram feitas em RAW e editadas no Adobe Photoshop Lightroom Classic. 


Em breve o ensaio será publicado completo aqui no site. 


Gostou das fotos? Gostaria de fazer um ensaio fotográfico com nossa equipe? Quer presentear alguém que você gosta com um ensaio fotográfico? Então é só  clicar aqui e entrar em contato.  Também ministramos cursos de fotografia da introdução até a fotografia avançada.